quinta-feira, maio 15, 2008

Festa da Santa Cruz nos Forcalhos

De manhã cedo, o toque dos sinos e o rebentamento de vários foguetes lançados relembravam os mais distraídos que nesse sábado dia 3 de Maio, o povo dos Forcalhos iria celebrar a Festa da Santa Cruz, cujos mordomos nomeados para este ano são o Quim do Ilídio e o Vitor Trincão ( marido da Aurora). A missa estava marcada para as 10 horas da manhã. Muitos forcalhenses residentes longe dos Forcalhos tinham-se deslocado até cá, aproveitando o facto da festa realizar-se num sábado e o 1º de Maio ter sido na 5ªFeira.


Os andores, devidamente enfeitados, empunhados por quem se tinha comprometido em transportá-los nesse dia, sairam uns atrás dos outros, em procissão pelas ruas da aldeia . Entoavam-se cânticos religiosos e rezava-se o Pai Nosso.
No final da procissão, não faltou a tradicional arrematação das roscas


A rosca ( apetitosa)






A celebração:
Foi na Cruz que Jesus Cristo ofereceu ao Pai o Seu Sacrifício, em expiação dos pecados de todos os homens. Por isso venera-se o sinal da libertação do Homem.
Objecto de desprezo, até ao momento em que Jesus «obediente até à morte» nela foi suspenso, a Cruz tornou-se, desde então, motivo de glória, pólo de atracção para todos os homens.
Ao celebrar esta festa,pretende-se proclamar que é da cruz, «sinal do amor universal de Deus, fonte de toda a graça» que deriva toda a vida de Igreja. É no fundo manifestar o desejo dos praticantes de colaborar com Cristo na salvação dos homens, aceitando a Cruz, que a carne e o mundo fizeram pesar sobre nós .

1 comentário:

Silvia disse...

Foi de facto uma linda e singela festa.Tive também a oportunidade de provar a rosca e devo dizer que estava deliciosa,embora já não seja confeccionada como antigamente!...
Saudações forcalhenses.
SIMC